Translate

domingo, 29 de março de 2015

Bellucci bate uruguaio de virada e alcança a 3ª rodada do Masters 1000 de Miami







O paulista Thomaz Bellucci (Correios/ CBT/ adidas/ Wilson/ Embratel/ IMX) está na terceira rodada do ATP Masters 1000 de Miami. No fim da noite deste sábado, ele venceu de virada o uruguaio Pablo Cuevas, 21o. do mundo e cabeça de chave 19 do torneio, por 2/6, 6/2 7/5, em quase 2h40min de jogo.

"Estou muito feliz! Foi um dos meus melhores jogos esse ano", comemorou Bellucci, que na próxima fase encara o ucraniano Alexandr Dolgopolov, que venceu na segunda rodada o espanhol Tommy Robredo, cabeça 16, por 6/7(1) 6/3 7/5.

Bellucci não teve um bom início de jogo. Perdeu o serviço logo no segundo game e não incomodou o adversário na primeira parcial. "Não comecei jogando tão bem, mas me superei na partida, fui melhorando meu nível", disse.

O jogo mudou a partir do segundo set e ganhou ares de Copa Davis. Com uma virada emocionante e participação maciça da torcida brasileira, o paulista garantiu o empate. Bellucci perdeu um break no primeiro game, No ponto seguinte, caiu em quadra, pediu atendimento na coxa direita e chegou a parar o jogo mais uma vez para conversar com o supervisor. 

"Bati bem forte a perna direita. Precisava de alguns minutinhos ali para passar essa dor. Pedi um analgésico ao supervisor porquê estava sentindo bastante dor e, na próxima virada, o médico me trouxe", explicou.

Depois desse episódio, a história do jogo mudou. Firme em quadra e variando seus golpes, Bellucci obteve a quebra no terceiro game e partir daí dominou o set. "A torcida estava demais, apoiando o tempo todo, parecia Copa Davis", contou entusiasmado.

O terceiro set seguiu equilibrado até o quinto game, quando Bellucci conseguiu uma quebra, mas o juiz mandou voltar o ponto. Os games continuaram parelhos até o 11o. game, com Bellucci quebrando o serviço de cuevas e confirmando o seu no game seguinte para garantir a vitória.

Bellucci volta à quadra na tarde deste domingo. Ele e João Souza, o Feijão, estreiam na chave de duplas. A parceria brasileira enfrenta os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez, cabeças de chave 5. A partida estava marcada para a última sexta-feira, mas foi adiada por causa da chuva em Miami.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Gabriel Nemeth é campeão de duplas em Porto Rico


Sebastian Arcila (esq.) e Gabriel foram os campeões da decisão nessa sexta-feira




O brasileiro Gabriel Nemeth sagrou-se campeão de duplas, nesta sexta-feira, da Copa Sultana-Mayaguez, competição juvenil de nível G4 disputado na cidade porto-riquenha de Mayaguez.

Na decisão, Nemeth e o porto-riquenho Sebastian Arcila, parceria número 3, derrotaram o canadense Sid Donarski e o equatoriano Carlos Macias Torres, cabeças de chave nº 2, por duplo 6/1.

Com a campanha dessa semana, Gabriel, de 17 anos e 665º do rabking mundial juvenil, conquistou 10 pontos em simples e 30 pontos em duplas, devendo subir por volta de 123 posições no ranking ITF que será divulgado na próxima seguna-feira (30), figurando aproximadamente na posição nº 542 na lista da categoria de 18 anos.



Bellucci supera batalha diante de Hewitt e avança à 2ª rodada em Miami

                                                                                  Getty Images Latam/Divulgação
Thomaz Bellucci enfrenta uruguaio Cuevas na próxima fase




Em um jogo de três horas, que se estendeu até a madrugada desta sexta-feira, o paulista Thomaz Bellucci (Correios/ CBT/ adidas/ Wilson/ Embratel/ IMX) bateu o experiente australiano Lleyton Hewitt, ex-número 1 do mundo, por 7/5 6/7(2) 6/4, e avançou à segunda rodada do ATP Masters 1000 de Miami.

"Foi um jogo bem equilibrado. Eu sabia que seria decidido nos detalhes, que teria que trabalhar bem os pontos, sem ter muita pressa para concluir. Acho que usei bem minhas armas hoje e consegui jogar bem", analisou Bellucci.

O resultado positivo na estreia de Miami foi importante para Bellucci: "Nas últimas semanas eu não tive os resultados que eu queria. Uma vitória como essa é para voltar a confiança. No próximo jogo estarei ainda melhor. Estou me sentido bem melhor. A tendência é recuperar meu nível de jogo e, consequentemente, conseguir vitórias nas próximas semanas", afirmou o brasileiro.

Na próxima rodada, neste sábado, Bellucci terá pela frente o uruguaio Pablo Cuevas, 21o. do mundo e cabeça de chave 19. Os dois únicos encontros entre os dois no circuito profissional foram vencidos pelo uruguaio, em Estoril (2011) e Buenos Aires (2013).

Nesta sexta-feira, Bellucci e João Souza estreiam na chave de duplas. A parceria brasileira enfrenta os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez, cabeças de chave 5.

domingo, 22 de março de 2015

Usue é campeã do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre






Dois títulos em duas semanas: o Brasil faz bem ao tênis da americana de origem argentina Usue Maitane Arconada. Depois de sagrar-se campeã do Banana Bowl na semana passada, neste domingo (dia 22) a tenista ergueu o troféu da categoria 18 anos feminina do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú.
Em pouco menos de uma hora e meia de jogo, a cabeça de chave número 3 venceu a argentina Julieta Lara Estable, primeira pré-classificada, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4.
No saibro da quadra principal da Associação Leopoldina Juvenil, Usue e Julieta protagonizaram uma partida que começou tensa de ambas as partes e seguiu com muitas quebras de saque para ambas. A primeira foi logo no segundo game, quando Julieta cedeu ao primeiro break point de Usue mandando uma bola na rede. A argentina recuperou-se da quebra já no game seguinte, com uma bola fora de Usue, e teve mais uma quebra a seu favor no sétimo game. Mas a americana conseguiu vencer outras três vezes no serviço de Julieta, uma delas para fechar o set com uma bola fora da adversária.
Mais defensiva na primeira parcial, a argentina voltou tentando impor seu jogo no segundo set – e parecia que iria conseguir quando quebrou o saque de Usue logo no primeiro game. Mas a americana soube manter a calma e seguir atacando: sentindo a pressão, Julieta cedeu seu game de serviço logo em seguida com uma dupla falta no break point. Comandando a maioria dos pontos e mantendo-se mais regular, Usue voltou a vencer no saque de Julieta no quarto game. A partir do sétimo game, ambas se sucederam nas quebras de serviço – Usue chegou a ter um match point em seu saque, desperdiçado com uma dupla falta –, o que foi o suficiente para a americana fechar a série e a partida em 6/4.
"Acho que nós duas começamos o jogo muito nervosas e errando demais, mas meu jogo entrou melhor no primeiro set. No segundo, ela (Julieta) melhorou e eu acabei ficando mais na defensiva, mas ao longo da parcial consegui voltar a jogar agressivamente para ganhar", analisou a campeã, de apenas 16 anos, que conquistou em Porto Alegre seu primeiro título de um torneio Grade A da ITF, a Federação Internacional de Tênis, na sigla em inglês. Sobre as duas semanas de sonho que teve em sua temporada no Brasil, Usue sorriu ao tentar explicar qual o fascínio do país sobre seu jogo: "Não sei o que acontece, mas desde o ano passado eu vim aqui e me diverti tanto com meus amigos, talvez seja isso, não sei, mas jogo mesmo muito bem aqui".
Frustrada com o resultado da final, a argentina Julieta Estable tentou minimizar o prejuízo comemorando sua jornada vitoriosa ao longo do Campeonato Internacional. "Tive uma semana muito boa, apesar do resultado hoje não ter sido como eu esperava", disse Julieta. "Senti um pouco de dor na partida, mas mesmo assim estou feliz, sei que dei tudo de mim e fiz o meu melhor."

Quadro de campeões do 32º Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre

18 anos masculino simples
Campeão: Orlando Luz (BRA)
Vice: William Blumberg (USA)
18 anos masculino duplas
Campeões: Felipe Cunha e Silva (POR)/Alejandro Tabilo (CAN)
Vice: Orlando Luz (BRA)/Miomir Kecmanovic (SRB)
18 anos feminino simples
Campeã: Usue Maitabe Arconada (USA)
Vice: Julieta Lara Estable (ARG)
18 anos masculino simples
Campeãs: Luisa Stefani (BRA)/Francesca Di Lorenzo (USA)
Vice: Usue Maitane Arcona (USA)/Emilie Francati (DEN)
16 anos masculino simples
Campeão: Gabriel Bugiga (BRA)
Vice: Sebastian Baez (ARG)
16 anos masculino duplas
Campeões: Igor Gimenez (BRA)/João Lucas Reis (BRA)
Vice: Vicente Andrades Caro (CHI)/Matias Soto Carmona (CHI)
16 anos feminino simples
Campeã: Maria Gabriela Linares (VEN)
Vice: Fernanda Labraña Mendoza (CHI)
16 anos feminino duplas
Campeãs: Nathalia Gasparin (BRA)/Maria Gabriela Linares (VEN)
Vice: Marcelle Cirino (BRA)/Vitoria Okuyama (BRA)
14 anos masculino simples
Campeão: João Lopes Ferreira (BRA)
Vice: Matheus Pucinelli (BRA)
14 anos masculino duplas
Campeões: João Lopes Ferreira (BRA)/ Alejo Lingua (ARG)
Vice: Mateus Alves (BRA)/Juan Cerundolo (ARG)
14 anos feminino simples
Campeã: Luniuska Delgado (VEN)
Vice: Heidy Doldan (PAR)
14 anos feminino duplas
Campeãs: Anfisa Danilochenko (RUS)/Luniuska Delgado (VEN)
Vice: Susan Doldan/Heidy Doldan (PAR)
12 anos masculino simples - GA
Campeão: Pedro Dias (SC)
Vice: Henrique Nogueira (SP)
12 anos masculino duplas - GA
Campeões: Pedro Dias (SC)/Gabriel Santos (SP)
Vices: João Loureiro (MG)/Lucas Abreu (MG)
12 anos feminino simples - GA
Campeã: Lorena Cardoso (GO)
Vice: Camilla Bossi (SP)
12 anos feminino duplas - GA
Campeãs: Camilla Bossi (SP)/Juliana Munhoz (SP)
Vices: Julia Klimovicz (PR)/Lorena Cardoso (GO)
12 anos masculino simples – G1
Campeão: Matias Rasmussen (SP)
Vice: Pedro Müller (RS)
10 anos masculino simples
Campeão: Lucas Silva (SP)
Vice: João Antônio Bondan Schorr (RS)
10 anos feminino simples
Campeã: Amanda Oliveira (RS)
Vice: Maria Oliveira (DF)
10 anos masculino duplas
Campeões: Lucas Silva (SP)/Gabriel Moraes (SP)
Vice: João Antônio Bondan Schorr (RS)/Matheus Lima (SP)
10 anos feminino duplas
Campeãs: Larissa Silva (MG)/Maria Bloot (PR)
Vice: Amanda Oliveira (RS)/Julia Mendes (SC)
9 anos masculino simples
Campeão: Augusto Machado (RS)
Vice: Vinicius Magrin (SP)
9 anos masculino duplas
Campeões: Thiago Guglieri (RS)/Augusto Machado (RS)
Vice: Guilherme Barbosa (AL)/Bernardo Fuchner (SC)
9 anos feminino simples
Campeã: Allegra Hudson (SC)
Vice: Isabella Xavier (RS)
9 anos feminino duplas
Campeãs: Allegra Hudson (SC)/Martina Basualdo (SP)
Vice: Isabella Xavier (RS)/Yasmin Aguirres (RS)

Orlando Luz é bicampeão do Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre





O brasileiro Orlando Luz comemorou a conquista do bicampeonato nos 18 anos masculino do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú, diante da torcida que lotou as arquibancadas da quadra central da Associação Leopoldina Juvenil.
Na partida final, disputada na manhã ensolarada deste domingo, Orlandinho, 17 anos e atual número 2 do ranking mundial da categoria, derrotou o americano William Blumberg, 17 anos e cabeça número 6 do torneio, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4. A partida levou uma hora e 50 minutos de duração.
Em um primeiro set bastante equilibrado, Orlando Luz chegou a ter dificuldades para fechar o terceiro game, quando teve que salvar dois break points e fechar o ponto na quarta tentativa de game point para fazer 2 a 1. O tenista gaúcho de Carazinho (RS) conseguiu ampliar a diferença e assumir de fato a liderança da partida quando quebrou o saque do americano no sexto game.
Antes de iniciar a série seguinte, o brasileiro recebeu incentivo extra das arquibancadas, um grupo de jovens tenistas cantou em coro, chamou os aplausos da torcida para inflamar o jogo do representante do Brasil. Orlandinho abriu um grande sorriso. “Fiquei muito feliz com este reconhecimento. Espero que eles (o grupo de jovens tenistas) se deem bem e tirem lições dos jogos. Eu comecei assim também, torci pelos brasileiros, quero que eles se tornem bons jogadores também”, comentou o atual bicampeão dos 18 anos do Internacional Juvenil de Porto Alegre.
No segundo set, Blumberg equilibrou o duelo. O americano tomou a dianteira no sétimo game ao quebrar o serviço do brasileiro. Entretanto, Orlando centrou o foco e anotou três games seguidos. O derradeiro game foi perfeito: o tenista gaúcho marcou o match point sem que o nova-iorquino fizesse um ponto se quer.
“Orlando é um jogador muito bom, foi um grande desafio enfrentá-lo, e no Brasil, diante da sua torcida. Acho que joguei muito bem, mas nos deuces e break points, ele foi mais sólido do que eu, e mereceu vencer”, disse Blumberg, ao final da partida. Agora, o americano retorna aos Estados Unidos onde se prepara para disputar torneios na Califórnia e Flórida ainda no primeiro semestre.
Já o campeão acredita que o placar não demonstra o quanto foi complicado derrotar o rival americano. “Foi um torneio muito duro. Ontem (sábado, contra Manuel Peña Lopez), eu virei um jogo que parecia até estar perdido. Hoje contra o Will, o placar de hoje não diz o que foi o jogo. Eu cheguei a fazer dois breaks (points), mas não foi por isso que ele baixou a intensidade, tanto que jogou até o último ponto”, explicou Orlandinho.
Sete títulos – Com a conquista do bicampeonato nos 18 anos de simples, Orlando Luz soma sete títulos no Campeonato Internacional Juvenil de Porto Alegre. Ele foi campeão aos 12 anos, em 2010, bi nos 14 anos, em 2011 e 2012, e bi nos 18 anos, em 2014 e 2015. Também foi campeão nas duplas nos 14 anos, em 2012 e nos 18 anos, em 2013.
O próximo compromisso de Orlandinho, que também vem da conquista do bicampeonato no Banana Bowl, em São José dos Campos (SP), será o ITF Junior Masters 2015, no período de 3 a 5 de abril, em Chengdu, na China. O outro brasileiro que estará presente na competição será o paulista Marcelo Zormann, atleta do Instituto Gaúcho de Tênis (IGT), com quem Orlandinho treinou na manhã deste domingo, antes de entrar em quadra para disputar o título.

Ingrid Martins conquista primeiro título profissional em Ribeirão Preto (SP)






A carioca Ingrid Martins conquistou neste sábado o título de duplas na etapa de Ribeirão Preto do Circuito Feminino Future de Tênis 2015. Este foi o primeiro troféu da jogadora de 18 anos, parceira da ucraniana Valeriya Strakhova no Tennis Country Club. As duas venceram as argentinas Carla Lucero e Melina Ferrero, com parciais de 6/0 e 6/4.

“É muito bom ganhar um torneio, ainda mais no Brasil”, comemorou Ingrid, treinada pela equipe de Ricardo Acioly, o treinador de João 'Feijão' Souza. “Nós estávamos muito concentradas, jogando de forma agressiva e conseguimos sair com a vitória”, acrescentou a carioca, que pretende repetir a parceria com Strakhova. “A gente se conheceu em Curitiba. Ela não sabia se ia jogar aqui, mas veio. Temos uma boa relação fora da quadra e isso também contribuiu”.

Antes de enfrentar Ingrid e Strakhova na decisão, Ferrero e Lucero haviam encerrado o jogo contra as brasileiras Alory Pereira e Giovanna Tomita, por 6/4, 1/6 e 10-8. Em seguida, as argentinas superaram a paulista Eduarda Piai e a chilena Fernanda Brito, com parciais de 6/4, 0/6 e 10-8. No entanto, Ingrid e Strakhova frearam o embalo de Ferrero e Lucero na final.

Strakhova também conquistou mais um título, desta vez na chave de simples. Cabeça de chave 3, a ucraniana venceu de virada a chilena Fernanda Brito, quinta favorita, por 4/6, 7/5 e 6/3.

O Circuito Feminino Future de Tênis é apresentado pelo Itaú, através da Lei de Incentivo ao Esporte/Ministério do Esporte/Governo Federal e tem o apoio dos Correios.  A realização é do Instituto Esperança do Amanhã. O site oficial é o www.circuitotenisfeminino.com

sábado, 21 de março de 2015

Stefani perde na semifinal de simples e triunfa nas duplas em Porto Alegre






Em duas partidas duríssimas neste sábado, com mais de duas horas de duração e decididas em três sets, a argentina Julieta Lara Estable e a americana Usue Maitane Arconada credenciaram-se para disputar a final feminina da categoria 18 anos do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú.
Cabeças de chave número 1 e 3 do torneio, respectivamente, Julieta e Usue se enfrentam pelo troféu neste domingo, na quadra 1 da Associação Leopoldina Juvenil, logo depois da final masculina dos 18 anos, marcada para começar às 10 horas. A entrada é franca.
Em duas horas e 15 minutos, Julieta, cabeça 1, protagonizou uma virada emocionante na semifinal contra a brasileira Luisa Stefani, quarta favorita. Depois de perder o primeiro set por 1/6, a argentina virou o jogo a partir do tie-break no segundo set e fechou a partida em 2 a 1, parciais de 1/6, 7/6 (5) e 6/1.

Apesar de ter começado o primeiro set quebrando o saque de Luisa, Julieta teve o seu serviço vencido três vezes pela brasileira – que, com um jogo de meio de quadra e junto à rede quase perfeito, fechou a parcial com um smash no contrapé da argentina. No segundo set, Julieta equilibrou a partida, que teve três quebras para cada lado antes de chegar ao desempate. No game decisivo, a brasileira passou a cometer muitos erros no fundo da quadra, permitindo que a argentina fechasse em 7/5 em um erro não forçado de Luisa. Passando a vibrar mais em quadra, Julieta calou a torcida que incentivava Luisa desde o início – foram três vitórias no game de serviço da brasileira, fechando o terceiro set em 6/1 e garantindo uma vaga na final.

"Comecei muito nervosa e muito intimidada pela torcida, não esperava que houvesse tanta gente nas arquibancadas vibrando tanto", confessou Julieta, de 17 anos, após a vitória. "Mas depois que me acostumei à situação consegui entrar no jogo. Como o saque dela (Luisa) não estava muito bom, tentei aproveitar essas chances e acabou dando certo", completou.

"Fico feliz porque fiz uma boa semana e joguei bem em algumas partidas. Ter quatro vitórias em um torneio como esse é muito motivante", disse Luisa Stefani, concordando com a adversária em qual foi seu ponto fraco: "De um modo em geral, eu não saquei bem, e isso fez a diferença na partida."

Ao final da partida de Julieta e Luisa, na quadra ao lado, o duelo entre a americana Usue Arconada, cabeça de chave número 3, e a australiana Seone Mendez, segunda favorita, recém entrava no terceiro set. Em um duelo de gigantes defensivas, que não davam uma bola sequer por perdida, o jogo chegou a quase três horas até a definição. Com um estilo de jogo parecido, baseado em saques forçados e muitas trocas de bola no fundo da quadra, a pequena espoleta Usue saiu ganhando, permitiu que Seone esboçasse uma reação, mas voltou ao jogo para vencer por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (3) e 6/1.

"Comecei bem, mas fiquei muito ansiosa no segundo set, querendo terminar logo a partida. Obviamente não deu certo", brincou Usue à saída da quadra. "Mas depois recuperei a calma e consegui levar meu jogo melhor”, concluiu.

Campeã do Banana Bowl no último final de semana, em São José dos Campos (SP), Usue, de 16 anos, vai disputar neste domingo seu 1º jogo em duas semanas. O que, ela garante, é uma vantagem.

"Estou melhorando a cada jogo, é muito bom poder disputar tantas partidas, isso me motiva muito", disse Usue, que, apesar da nacionalidade americana, nasceu em Buenos Aires. "Acho que, de certa maneira, dá para dizer que a final será entre duas jogadoras do mesmo país, né?", brincou a tenista, que mora desde os oito anos nos Estados Unidos, após uma passagem da família por Porto Rico vinda da Argentina.
Duplas- Apesar do revés em simples,  a brasileira Luisa Stefani conseguiu a reabilitação ao lado da norte americana Francesca Di Lorenzo. A parceria que foi campeã na semana passada no Banana Bowl, repetiu a ótima performance ao vencer o dueto formado pela americana Usue Maitane Arconada e pela dinamarquesa Emilie Francati, em sets diretos, parciais de 6/2 e 6/1 na decisão.

Orlando Luz busca o bicampeonato da Copa Gerdau neste domingo





Com muita gana, determinação e o apoio da torcida, o brasileiro  garantiu presença na final masculina dos 18 anos do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú. O tenista gaúcho precisou de três horas e 25 minutos para vencer, de virada, o argentino Manuel Peña Lopez, com parciais de 6/7 (5), 6/2 e 6/4, em partida disputada no sábado.
Orlandinho volta à quadra principal da Associação Leopoldina Juvenil neste domingo (dia 22) em busca do bicampeonato nos 18 anos. Terá pela frente o norte-americano William Blumberg, que eliminou o australiano Alex de Minaur por 3/6, 6/3 e 6/4. A partida final começa às 10 horas.
No primeiro set do jogo entre Orlando Luz, cabeça de chave número 1, e Manuel Peña Lopez, cabeça 10, o gaúcho se encontrou nervoso em razão da grande torcida que lotou os espaços do clube. O tenista brasileiro demorou a encaixar o jogo e teve o saque quebrado no 11º game. Com erros para acertar o drop shot, o argentino aproveitou a inconsistência do adversário para vencer o tie-break e fechar o set. “Contra mim, contou o meu nervosismo. Nunca é fácil jogar uma semifinal. Tive que me equilibrar ao longo do jogo e sair do buraco em que tinha entrado”, comentou Orlandinho.

Na série seguinte, Orlando Luz contou com o efervescente apoio da torcida para iniciar a reação. O cabeça de chave número 1 tomou a iniciativa de atacar mais Peña Lopez, com o objetivo de deixá-lo no fundo da quadra e controlar o duelo. Orlandinho quebrou o serviço do adversário no primeiro e no sétimo games. No derradeiro set, o gaúcho surpreendeu o argentino e quebrou o saque do concorrente no nono game, virando a partida. Depois, administrou o jogo para garantir a vitória e a vaga na final.

“Foi um jogo muito duro. O Peña fez um ótimo torneio. Quero parabenizá-lo por isso. O bom foi que eu tive o apoio dos meus pais, do meu treinador e da torcida, que ficou comigo até o final. Isso contou muito a meu favor”, disse Luz. “Agora, vou me preparar e descansar para a final, que é um jogo muito importante para mim”, completou Orlandinho, o atual número 2 do mundo no ranking da categoria.

Abatido pela derrota de virada, Manuel Peña Lopez disse que esperava por um jogo muito difícil. “Sabia que seria muito duro. Busquei fazer o meu jogo e me manter focado. Quando abri 3-0 no terceiro set, senti confiança. Mas, depois, saquei mal e dei oportunidade para ele (Orlando) crescer no jogo”, observou o argentino. “Mas me sinto feliz pela semana que realizei. Este é um ótimo torneio e, com os pontos que conquistei, espero subir para o grupo dos 30 mais bem classificados do mundo”, projetou o jovem atleta.


Duplas - Na final das duplas masculinas dos 18 anos, o time do português Felipe Cunha Silva e do canadense Alejandro Tabilo levantou o troféu. Eles venceram o brasileiro Orlando Luz e o sérvio Miomir Kecmanovic em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/5. “Conquistar este título no meu segundo país é muito importante”, assegurou Felipe, ainda em quadra, antes de participar da cerimônia de premiação. “Este foi o meu primeiro título em um torneio do nível GA (categoria mais elevada do circuito mundial juvenil) e estou muito contente. Mostra que estou no caminho certo”, afirmou o atleta português.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Brasil marca presença nas finais de duplas dos 18 anos em Porto Alegre






Os brasileiros Orlando Luz e Luiza Stefani estão nas finais das competições de duplas dos 18 anos no Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú. Na decisão masculina, Orlando Luz e o sérvio Miomir Kecmanovic enfrentam o português Felipe Cunha Silva e o canadense Alejandro Tabilo. Pelo título feminino, Luisa Stefani e a americana Francesca Di Lorenzo encaram a parceria da americana Usue Arconada e da dinamarquesa Emilie Francati.

Os jogos serão disputados neste sábado, dia 21, não antes das 14 horas. As garotas serão as primeiras a decidir o título. Depois, na sequência, será a vez da final masculina.

Para garantir vaga na decisão dos 18 anos masculinos, Orlando Luz e Miomir Kecmanovic ganharam do russo Bogdan Bobrov e do finlandês Eero Vasa por 6/1, 6/7 (4) e 10-7. Felipe Cunha Silva e Alejandro Tabilo passaram pelo americano Ulises Blanch e pelo argentino Manuel Pena Lopez por duplo 6/4.

Já o time de Luisa Stefani e Francesca Di Lorenzo derrotou a colombiana Emiliana Arango e a americana Meghan Kelley por 7/5 e 6/3. Usue Arconada e Emilie Francati venceram as americanas Kayla Day e Alexandra Sanford por duplo 6/4.

Luz encara argentino por vaga na final da Copa Gerdau







Orlando Luz segue sua caminhada em busca do bicampeonato nos 18 anos masculinos do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú. Em um início de tarde muito quente na capital gaúcha, o cabeça de chave número 1 do torneio venceu seu parceiro de duplas, o sérvio Miomir Kecmanovic, quinto na lista dos principais favoritos, em sets diretos, parciais de 6/2 e 6/3, em uma hora e 15 minutos de confronto. Neste sábado, dia 21, Orlandinho volta às quadras da Associação Leopoldina Juvenil para enfrentar o argentino Manuel Pena Lopez, cabeça 10, pelas semifinais da competição. A partida será realizada não antes das 12 horas.

Na partida, que contou com a presença de um bom público, Orlando Luz abriu o placar ao quebrar o serviço do sérvio, assim como na rodada anterior, quando enfrentou o compatriota Evaldo Neto. Segundo o gaúcho de Carazinho, escolher receber a primeira bola o faz se sentir mais confortável, já que o adversário ainda está frio para a partida. “Foi difícil jogar contra o meu parceiro. Ontem (quinta), joguei contra um amigo meu (Evaldo Neto) e é complicado enfrentar alguém que a gente já conhece”, comenta.

No segundo set, Orlando Luz passou a atacar mais o meio e o lado esquerdo de Kecmanovic, com o intuito de forçar o erro do oponente no backhand. A mudança do sistema de jogo surtiu efeito logo no começo do primeiro game. O brasileiro conseguiu quebrar novamente o primeiro saque do sérvio. Orlandinho manteve o ritmo ao atacar com boas bolas na paralela para deixar Miomir sem chances de defesa. No restante do confronto, o número 2 do ranking mundial da categoria administrou o duelo e consagrou a vitória. “Ele (Kecmanovic) está jogando muito bem, mas felizmente, hoje, eu não o deixei jogar. Mantive a intensidade do começo ao fim, coisa que não havia feito nos outros jogos”, explicou Orlandinho.

Nas semifinais, Orlando Luz enfrentará o argentino Manuel Pena Lopez, o 10º na lista dos pré-classificados, que ganhou do chileno Marcelo Barrios Vera por 6/2 e 7/6 (3). A outra semifinal reunirá o americano William Blumberg, cabeça 6, e o australiano Alex De Minaur. Blumberg eliminou seu compatriota Catalin Mateas por 6/4 e 6/2, e De Minaur derrotou o italiano Federico Bonacia por 6/2 e 7/5.


Resultados de sexta-feira (20/03) – 18 anos masculino simples

Orlando Luz (BRA/1) d. Miomir Kecmanovic (SRB/5) 6/2 6/3
Manuel Pena Lopez (ARG/10) d. Marcelo Tomas Barrios Vera (CHI/4) 6/2 7/6 (3) 
William Blumberg (USA/6) d. Catalin Mateas (USA) 6/4 6/2
Alex De Minaur (AUS) d. Federico Bonacia (ITA) 6/2 7/5

Programação de sábado (21/03) – 18 anos simples

Local: Associação Leopoldina Juvenil (Rua Marques do Herval, 280 – Moinhos de Vento)

Semifinais 18 anos feminino, às 10 horas

Quadra 1 – Julieta Lara Estable (ARG/1) x Luisa Stefani (BRA/4)
Quadra 2 – Usue Maitane Arconada (USA/3) x Seone Mendez (AUS/2)

Semifinais 18 anos masculino, não antes das 12 horas

Quadra 1 – Orlando Luz (BRA/1) x Manuel Pena Lopez (ARG/10)
Quadra 2 – William Blumberg (USA/6) x Alex De Minaur (AUS)

Não antes das 14 horas, serão disputadas as finais de duplas dos 18 anos (a entrada é franca).

Luisa Stefani é semifinalista em Porto Alegre






Com tranquilidade e, acima de tudo, regularidade. Foi assim que a brasileira Luisa Stefani definiu a vitória conquistada nesta sexta-feira, válida pelas quartas de final do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú. Na partida que abriu a programação na quadra principal da Associação Leopoldina Juvenil, a cabeça de chave número 4 da disputa não teve maiores dificuldades para superar a americana Francesca Di Lorenzo, 10ª favorita, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/2, em pouco mais de uma hora de jogo.
"Estive melhor hoje do que nas outras partidas até então, cometi muito poucos erros, o que até me surpreendeu, pois costumo ter muitos altos e baixos", confessou Luisa, comemorando o resultado.
Do outro lado da quadra, uma adversária que a paulista conhece bem: Francesca é sua parceira na chave de duplas do Campeonato Internacional Juvenil de Porto Alegre, e nessa sexta-feira venceram nas semifinais o time formado pela colombiana Emiliana Arango e pela americana Meghan Kelley, por 7/5 e 6/3. 
"Nunca tinha jogado contra ela (Francesca) em simples, mas sabia como ela costuma jogar. Acho que tive um jogo inteligente, aproveitando para forçar o erro dela e ganhar o maior número possível de pontos de graça”, comentou Luisa.
E foi justamente em um ponto ganho assim que a brasileira fechou a partida. Depois de ter salvo um match point no saque de Luisa com uma passada perfeita de direita, Francesca tentou repetir a jogada no match point seguinte, mas errou a mão e acabou mandando a bola para fora.

Nas semifinais, Luisa vai encarar uma pedreira na briga por uma vaga à decisão do torneio. Sua adversária será a argentina Julieta Lara Estable, cabeça de chave número 1 da competição, que nesta sexta derrotou a escocesa Maia Lumsden, quinta favorita, em sets diretos com parciais de 7/5 e 6/4. "Tive novamente, como ontem (na partida válida pela terceira rodada contra a neozelandesa Jade Lewis), uma bobeada no primeiro set, poderia ter fechado bem antes. Mas estou feliz por ter conseguido voltar ao jogo contra uma rival difícil e estar na semifinal", disse a argentina. "Fico feliz de o próximo confronto ser contra a Luisa, é uma boa amiga minha e acredito que faremos um belo jogo. Que vença a melhor", finalizou.

Sobre a adversária, Luisa espera ter uma partida bem diferente de quando se encontraram em quadra pela única vez – foi em 2011, na chave da categoria 14 anos do Orange Bowl, em Key Biscayne, Flórida, nos Estados Unidos. Na quadra rápida, o resultado foi 6/2 e 7/6 (7/5) para Julieta. "Lá, ela (Julieta) ganhou, mas era outra época, outro jogo. Vou ali dar uma olhadinha e me preparar para amanhã", sorriu Luisa ao fim de sua partida, quando a argentina ainda duelava em quadra.

Segunda semifinal –
 Do outro lado da chave, a decisão da segunda vaga na final do Campeonato Internacional Juvenil de Porto Alegre será entre a australiana Seone Mendez, cabeça de chave número 2, e a americana Usue Maitane Arconada, terceira favorita. Nas partidas disputadas nesta sexta-feira pelas quartas de final, ambas as tenistas venceram por 2 sets a 0: Seone derrotou a dinamarquesa Emilie Francati, cabeça número 12, por 7/5 e 6/2, enquanto Usue avançou sobre a japonesa Chihiro Muramatsu, sétima favorita, por 6/2 e 6/3.

Seone e Usue repetem uma das semifinais do Banana Bowl, disputado na semana passada em São José dos Campos (SP). No torneio paulista, a americana derrotou a australiana por 7/5, 6/7 (5/7) e 3/6, avançando à final para conquistar o título sobre a conterrânea Francesca Di Lorenzo.

Rodada decisiva – 
As finais dos 18 anos, masculino e feminino, serão disputadas no domingo, dia 22, na Associação Leopoldina Juvenil. A rodada terá início às 10 horas.

Resultados de sexta-feira (20/03) – 18 anos feminino simples
Luisa Stefani (BRA/4) d. Francesca Di Lorenzo (USA/10) 6/2 6/3
Julieta Lara Estable (ARG/1) d. Maia Lumsden (GBR/5) 7/5 6/4
Usue Maitane Arconada (USA/3) d. Chiriro Muramatsu (JPN/7) 6/2 6/3

Seone Mendez (AUS/2) d. Emilie Francati (DEN/12) 7/5 6/2

quinta-feira, 19 de março de 2015

Orlando Luz vence amigo compatriota e vai às oitavas em Porto Alegre






Em uma partida entre amigos, o brasileiro Orlando Luz se saiu melhor e venceu o compatriota Evaldo Neto por dois sets a zero, com um duplo 6/2, em partida válida pelas oitavas de final dos 18 anos masculinos do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú. O tenista gaúcho precisou de uma hora e cinco minutos para derrotar o baiano e, assim, avançar para as quartas de final do torneio, que serão disputadas nesta sexta-feira, dia 20, na Associação Leopoldina Juvenil.

Em um começo de jogo promissor, Orlandinho quebrou de primeira o serviço de Neto. No game seguinte, foi a vez de Evaldo retribuir o presente. O duelo se manteve equilibrado até o sétimo game, quando novamente Luz quebrou o saque de Neto. No segundo set, o atleta baiano procurou forçar mais as bolas para manter Orlando no fundo da quadra. A estratégia teve sucesso até o quarto game, quando o duelo estava 2 a 2. No quinto game, o gaúcho de Carazinho venceu no serviço do rival. Evaldo sentiu o golpe e perdeu o ritmo de jogo. Orlandinho ainda finalizou o sexto game com um ace e fechou o jogo com erros não forçados de Neto.

“Este foi o jogo mais difícil. Nós somos muito amigos, e é difícil jogar contra alguém que já conheço”, destacou Orlando. “Hoje a gente foi mais conservador, mas foi legal enfrentá-lo. Dava para ver que a gente tinha muita sintonia, dávamos risada um para o outro o tempo todo, os dois curtindo o jogo”, contou o gaúcho. 

Com a vitória, o cabeça de chave número 1 avança às quartas de final, fase na qual enfrentará o sérvio Miomir Kecmanovic, que derrotou o canadense Denis Shapovalov por dois sets a zero, parciais  de 6/2 e 6/3.

O embate tende a ser complicado para o brasileiro, uma vez que Kecmanovic é seu parceiro na chave de duplas. “Às vezes é complicado jogar contra alguém que a gente já conhece, mas preciso aproveitar cada coisinha que sei sobre o oponente para vencer o jogo”, finalizou.

Despedida – Apesar da derrota, Evaldo Neto deixou a quadra satisfeito com a campanha realizada no Campeonato Internacional Juvenil de Porto Alegre. “Eu cheguei aqui sem muita confiança, e as vitórias conquistadas nas duas primeiras rodadas foram muito importantes para mim. Eu estava precisando disso”, reconheceu o atleta baiano. Neto disse que, diante de Orlandinho, sabia que teria um jogo difícil. “É sempre duro jogar contra ele. Poderia ter jogado melhor, mas fiz um bom torneio”, completou.

Resultados de quinta-feira (19/03) – 18 anos masculino

Terceira rodada

Orlando Luz (BRA/1) d. Evaldo Neto (BRA) 6/2 6/2
Miomir Kecmanovic (SRB/5) d. Denis Shapovalov (CAN) 6/2 6/3 
Marcelo Tomas Barrios Vera (CHI/4) d. Patrick Niklas-Salminen (FIN/16) 6/4 2/6 6/3
Manuel Pena Lopez (ARG/10) d. Gian Marco Moroni (ITA) 6/2 6/3
William Blumberg (USA/6) d. Geronimo Espin Busleiman (ARG/Q) 6/3 6/1
Catalin Mateas (USA) d. Bogdan Bobrov (RUS/3) 6/3 7/6 (3)
Alex De Minaur (AUS) d. Liam Caruana (USA) 6/1 6/3
Federico Bonacia (ITA) d. Yosuke Watanuki (JPN) 6/3 6/3

Luisa Stefani atinge às quartas de final em Porto Alegre






Cabeça de chave número 4, a brasileira Luisa Stefani segue na briga rumo ao título da categoria 18 anos femininos do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú. Na manhã desta quinta-feira, dia 19, Luisa venceu a partida que abriu a programação na quadra principal da Associação Leopoldina Juvenil. Depois de apenas uma hora e 15 minutos de jogo, a paulista derrotou a italiana Federica Mordegan por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3.

"Comecei o jogo um pouco nervosa, e acabei adotando como estratégia fazê-la (Mordegan) correr, pois sei que isso dificulta o jogo dela", disse Luisa, após a vitória. "Foi meu melhor jogo no torneio, mas ainda cometi muitos erros que preciso melhorar para a próxima partida”, completou. Superior todo o tempo em quadra, a brasileira teve seu saque quebrado uma só vez contra três vitórias no serviço da adversária no primeiro set, fechando em 6/1. Na segunda parcial, Luisa chegou a ter um match point no oitavo game, quando a italiana sacava em 3/5, mas fechou a partida apenas no game seguinte, confirmando seu serviço em 6/3.

Há quatro anos morando e treinando na Flórida, Estados Unidos, a paulista credita à escola americana uma melhora na agressividade de seu jogo comparado ao das adversárias. "Eu era muito passiva, e lá passei a ser mais agressiva. Ainda preciso ir mais para a frente. Meu jogo segue muito no fundo, mas melhorei muito o saque e a direita, coisas que treino muito fortemente por lá", explicou a atleta.

Na próxima rodada, valendo uma vaga às semifinais da competição, Luisa enfrenta sua parceira na chave de duplas do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, a americana Francesca Di Lorenzo, cabeça de chave número 10. Em partida que durou quase o dobro de tempo do que a da brasileira, Francesca suou para derrotar de virada a romena Jaqueline Adina Cristian, oitava favorita, por 2 sets a 1, parciais de 3/6, 7/5 e 6/1.

Favoritas avançam – Primeira cabeça de chave dos 18 anos femininos, a argentina Julieta Lara Estable também passou por um jogo duríssimo nesta quinta-feira antes de vencer a neozelandesa Jade Lewis por 6/7 (3/7), 6/3 e 6/0. Estable chegou a estar vencendo o primeiro set por 5/2, com o saque a seu favor para fechar a parcial, mas desligou-se da partida e permitiu que a adversária reagisse e vencesse no tiebreak.

"Errei muito e precisei de muita concentração para conseguir superar a raiva de ter perdido um set praticamente ganho", contou a argentina. "A partir do segundo set, tive de correr mais, mas meu jogo começou a entrar e consegui ficar menos cansada do que ela (Lewis)."

Cabeça de chave número 2, a australiana Seone Mendez fez a última partida da terceira rodada entre as meninas, avançando às quartas de final ao derrotar a americana Kayla Day (14ª favorita) por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/5. 

As finais dos 18 anos, masculino e feminino, serão disputadas no domingo, dia 22, na Associação Leopoldina Juvenil A rodada terá início às 10 horas.

RESULTADOS DE QUINTA-FEIRA (19/03) – 18 ANOS FEMININO


Terceira rodada



Julieta Lara Estable (ARG/1) d. Jade Lewis (NZL) 6/7 (3) 6/3 6/0
Maia Lumsden (GRB/5) d. Alexandra Sanford (USA/11) 7/6 (4) 6/3
Luisa Stefani (BRA/4) d. Federica Mordegan (ITA) 6/1 6/3
Francesca Di Lorenzo (USA/10) d. Jaqueline Adina Cristian (ROU/8) 3/6 7/5 6/1
Chihiro Muramatsu (JPN/7) d. Maria Mateas (USA) 6/1 6/1
Usue Arconada (USA/3) d. Lara Escauriza (PAR) 6/3 6/1
Emilie Francati (DEN/12) d. Meghan Kelley (USA) 6/4 3-0 desistência 

Seone Mendez (AUS/2) d. Kayla Day (USA/14) 6/3 7/5

Ex-top 50 mundial está entre os técnicos que atuam na Copa Gerdau Internacional







Mariana Díaz Oliva é uma das grandes personagens do tênis latino-americano. A argentina de 39 anos – recém-completados no último dia 11 de março – chegou ao ápice da carreira em 2001, quando alcançou a 42ª colocação no ranking da WTA, a associação feminina do tênis profissional, além de conquistar duas medalhas de bronze – em simples e duplas – no Pan-Americano de Winnipeg, no Canadá, em 1999. 
Atualmente, Mariana é a capitã da equipe argentina e treinadora de Julieta Lara Estable (cabeça de chave número 1 na categoria 18 anos femininos) no Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre, apresentado por Gerdau e Itaú.
Com uma carreira brilhante no vizinho país sul-americano, Mariana foi profissional de 1992 a 2006, conseguindo 382 vitórias em 673 confrontos em simples e ganhando 145 vezes em 288 jogos nas duplas. Em seu histórico, há a conquista do torneio em Palermo, na Itália, em 2002, quando derrotou a russa Vera Zvonareva. Logo depois de encerrar sua passagem como jogadora profissional, Oliva começou como treinadora e diretora na Academia de Tenis Cuarenta 15, no Club Banco Nación, em Buenos Aires, onde forma novos talentos, tanto no feminino, como no masculino.
Com dificuldades financeiras para disputar competições internacionais juvenis com as atletas de seu clube, Mariana orienta sua principal jogadora em busca do terceiro título em certames da ITF (sigla em inglês para a Federação Internacional de Tênis). “Como é muito caro ingressar em um torneio internacional, da minha academia, hoje eu viajo só com a Julieta. Ela já ganhou dois torneios de US$ 10 mil, no ano passado, ambos na Argentina, e é muito experiente”, comentou. “Agora, Julieta se dedica a se tornar profissional, por isso participa menos de competições juvenis, mas a associação argentina queria que ela viesse jogar aqui para, depois, participar de Roland Garros e dos outros Grand Slam”, completou.
Ao término do campeonato em Porto Alegre, Mariana voltará sua atenção para suas jogadoras em Buenos Aires. Planeja passar três meses na Europa, para que elas participem de diversos torneios de US$ 10 mil e de US$ 25 mil. Sua principal meta é auxiliar Julieta Estable a subir de posição no ranking da WTA. Na temporada passada, Julieta terminou na 567ª posição. Para este ano, Mariana Díaz Oliva planeja que a atleta figure entre as 400 melhores do mundo.

quarta-feira, 18 de março de 2015

Stefani enfrenta italiana Mordegan nas oitavas de Porto Alegre







O Brasil garantiu uma representante nas oitavas de final dos 18 anos feminino do Campeonato Internacional Juvenil de Porto Alegre. No início da tarde desta quarta-feira, na quadra principal da Associação Leopoldina Juvenil, a paulista Luisa Stefani, cabeça de chave número 4, avançou ao derrotar com facilidade a norte-americana Abigail Desiatnikov por 6/2 e 6/0, em 1h50 minutos de partida. 

Com um bom começo, Luisa Stefani logo impôs seu ritmo de jogo. Soltando o braço, a brasileira conseguiu três aces no primeiro set, mostrando estar bem mais à vontade em quadra em relação à partida de estreia, contra a japonesa Shiori Fukuda, na qual teve dificuldade para encontrar bons golpes. Desiatnikov chegou a trocar de raquete para ver se voltava ao jogo ainda na primeira parcial, mas sem sucesso. 

Logo no início do segundo set, a paulista quebrou o saque da americana, que, desanimada e cansada, sentiu a superioridade da brasileira. Luisa Stefani não desacelerou o compasso e voltou a quebrar o serviço da adversária no terceiro e quinto games, para administrar a vitória. “Ela (Desiatnikov) não estava bem, não teve ritmo de jogo. Comparando com ontem, a oponente (Fukuda) era mais consistente. Hoje, eu errei bastante o primeiro saque, mas também acertei o segundo serviço”, explicou Stefani. 

Nesta quinta-feira, Luisa Stefani disputa uma vaga nas semifinais da competição contra a italiana Federica Mordegan, que eliminou a argentina Melany Solange Krywoj por 7/5, 3/6 e 6/2. 

FAVORITAS AVANÇAM – Em outros jogos da chave feminina dos 18 anos na Associação Leopoldina Juvenil, as duas principais favoritas também carimbaram o passaporte às oitavas de final. Mais facilidade teve a cabeça 1, a argentina Julieta Lara Estable, que passou pela colombiana Juliana Valero por duplo 6/2. “Como a bola aqui é mais lenta, fica mais complicado marcar ponto”, analisou Estable, acrescentando que está tendo de focar mais nas adversárias ao longo dos jogos. “Mesmo assim, como não  conhecia as jogadoras com quem joguei até agora, precisei ir analisando o estilo delas conforme a partida avançava”, completou. 


Já a australiana Seone Mendez, segunda favorita, teve mais trabalho para se impor sobre a italiana Anna Turati com parciais de 7/6 (9/7), 2/6 e 6/0. Além de abusar das reclamações ao juiz sobre bolas na linha e dos palavrões a cada ponto perdido, o calor e sol intenso também exauriram a esquentada jogadora italiana, que precisou de atendimento médico no início do segundo set devido às câimbras na coxa esquerda. Melhor para a australiana, que creditou justamente ao preparo físico a difícil vitória. “Minha forma me ajudou muito. Apesar de ter sofrido com as bolas baixas dela (Turati) no segundo set, consegui ser mais consistente e levar meu jogo até o fim”, comemorou Mendez ao final da partida.


RESULTADOS DE QUARTA-FEIRA (18/03) – 18 ANOS FEMININO

Segunda rodada

Julieta Lara Estable (ARG/1) d. Juliana Valero (COL) 6/2 6/2
Jade Lewis (NZL) d. Fernanda Astete (CHI) 6/3 6/4
Alexandra Sanford (USA/11) d. Vanessa Wong (CAN) 6/3 6/3
Maia Lumsden (GRB/5) d. Ana Luisa Perez Lopez (MEX) 6/0 6/2
Luisa Stefani (BRA/4) d. Abigail Desiatnikov (USA/Q) 6/2 6/0
Federica Mordegan (ITA) d. Melany Solange Krywoj (ARG) 7/5 3/6 6/2
Francesca Di Lorenzo (USA/10) d. Maria Jose Portillo Ramirez (MEX) 6/3 6/3
Jaqueline Adina Cristian (ROU/8) d. Emiliana Arango (COL) 6/2 6/2
Chihiro Muramatsu (JPN/7) d. Yuliana Monroy (COL) 6/1 6/0
Maria Mateas (USA) d. Thaisa Grana Pedretti (BRA/9) 6/3 6/3
Lara Escauriza (PAR) d. Ludmilla Samsonova (ITA/13) 4/6 7/6 (5) 6/4
Usue Arconada (USA/3) d. Jessica Hinojosa Gomez (MEX/Q) 6/4 6/1
Meghan Kelley (USA) d. Maria Fernanda Gonzalez (COL/6) 6/2 7/5 
Emilie Francati (DEN/12) d. Eugenia Ganga (ARG) 6/2 3/6 6/1
Kayla Day (USA/14) d. Candela Bugnon (ARG/Q) 7/5 6/3
Seone Mendez (AUS/2) d. Anna Turati (ITA) 7/6 (7) 2/6 6/0